Artigo

Currículo como campo de formação docente: (des)construção das configurações heteronormativas

RESUMO

Este estudo problematiza o currículo como um processo de se fazer como sujeito, em que corpos podem ser pensados como potências políticas e não como meros efeitos dos discursos heteronormativos que circulam nos territórios escolares, e diz como corpos podem ser e devem proceder. Aborda a educação e processo de formação, pretendendo vislumbrar uma pedagogia que repensa o fazer docente e a construção de sujeitos para além das configurações normativas do corpo-gênero-sexualidade.

SOBRE O DOCUMENTO

ATENÇÃO

Por conta das restrições de uso e acesso informados pelo autor e/ou pela fonte de origem deste arquivo, este documento apenas pode ser visualizado pelo usuário. Qualquer outra tentativa de uso não é permitida (tais como divulgação, reprodução ou download), cabendo ao usuário a responsabilidade sobre tal conduta irregular, conforme o aceite de nossos Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Por conta das restrições de uso e acesso informados pelo autor e/ou pela fonte de origem deste arquivo, este documento apenas pode ser visualizado pelo usuário no desktop. Qualquer outra tentativa de uso não é permitida (tais como divulgação, reprodução ou download), cabendo ao usuário a responsabilidade sobre tal conduta irregular, conforme o aceite de nossos Termos de Uso e Políticas de Privacidade.