Artigo

A teoria crítica e a educação

RESUMO

Partindo do conceito de emancipação, baseia-se em alguns teóricos críticos cujas teses rejeitam a razão iluminista, que evoluiu de um ideal transformador da sociedade a uma "razão instrumental", que pretende ter o domínio da natureza e o controle das relações sociais. A contribuição destes teóricos se dá na visão da escola como espaço público gerido por relações dialógicas e em que a educação tem como fim primordial a competência à autodeterminação, a participação democrática e a solidariedade.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 2010
  • Autor(es): Aníbal, Graça
  • Local de publicação: Lisboa
  • Instituição(ões) relacionada(s): Centro de Estudo de Intervenção em Educação e Formação (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1645-7250
  • Fonte: http://www.scielo.mec.pt/pdf/rle/n16/n16a02.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 05/10/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 10 páginas
  • Edição: Número 16
ATENÇÃO

Por conta das restrições de uso e acesso informados pelo autor e/ou pela fonte de origem deste arquivo, este documento apenas pode ser visualizado pelo usuário. Qualquer outra tentativa de uso não é permitida (tais como divulgação, reprodução ou download), cabendo ao usuário a responsabilidade sobre tal conduta irregular, conforme o aceite de nossos Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Por conta das restrições de uso e acesso informados pelo autor e/ou pela fonte de origem deste arquivo, este documento apenas pode ser visualizado pelo usuário no desktop. Qualquer outra tentativa de uso não é permitida (tais como divulgação, reprodução ou download), cabendo ao usuário a responsabilidade sobre tal conduta irregular, conforme o aceite de nossos Termos de Uso e Políticas de Privacidade.