Artigo

A liberdade educa ou a educação liberta? Uma crítica das pedagogias da autonomia à luz do pensamento de Hannah Arendt

RESUMO

A relação entre os objetivos da educação e os ideais de liberdade e autonomia é elemento comum nos discursos pedagógicos do século XX. Tal unanimidade se esvai quando elucidados os diferentes sentidos atribuídos à "liberdade" e confrontados os esforços práticos a realizá-lo na educação. Recorre-se à análise das diferentes acepções de "liberdade" e procura-se vincular algumas concepções a discursos pedagógicos, analisando as correntes da "pedagogia da autonomia" em Hannah Arendt e suas reflexões.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 12/2010
  • Autor(es): Carvalho, José Sérgio Fonseca de
  • Local de publicação: São Paulo
  • Instituição(ões) relacionada(s): Faculdade de Educação da USP (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1517-9702
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/ep/v36n3/v36n3a13.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 07/09/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 13 páginas
  • Edição: Volume 36; Número 3
  • Tipo Licença: CCBY - Atribuição