Artigo

“Escola sem Partido” para quem?

RESUMO

O presente ensaio visa refletir acerca do Projeto de Lei no 193/2016, Escola sem Partido, o qual quer tipificar, repreender e punir aquilo que chama de “assédio” ideológico nas escolas. O argumento tomado, para análise teórica, alicerça-se na tessitura do interesse de determinadas classes ao se apropriarem do Estado e do sistema de ensino formal e, a posteriori, delinearem os currículos das escolas, os conteúdos a serem ensinados, com o objetivo de construir um consenso social com uma orientação específica.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 03/2019
  • Autor(es): Capaverde, Caroline Bastos | Lessa, Bruno de Souza | Lopes, Fernando Dias
  • Local de publicação: Rio de Janeiro
  • Instituição(ões) relacionada(s): Fundação CESGRANRIO (Editora)
  • Identificadores: ISSN 0104-4036
  • Fonte: https://www.scielo.br/pdf/ensaio/v27n102/1809-4465-ensaio-S0104-40362018002601369.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 26/04/2020
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 18 páginas
  • Tipo Licença: CC BY-NC - Atribuição/NãoComercial

ITENS RELACIONADOS

Composiçao(in)

Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação