Artigo

Os alunos do Ensino Médio e Sciences Po: entre a meritocracia e a percepção das desigualdades

RESUMO

Desde o início dos anos 2000, as principais escolas superiores francesas propuseram ações em colégios menos favorecidos para diversificar novas matrículas. A maioria das ações visava estimular e preparar os alunos para o concurso de acesso, porém são poucas as que organizaram requisitos de seleção e ofereceram acessos paralelos para o concurso regular. A especificidade de Sciences Po é conciliar os dois elementos: os alunos participam de workshops de treinamento durante a formação no colégio e seguem uma seleção específica.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 03/2013
  • Autor(es): Oberti, Marco | Voisin, Agathe
  • Local de publicação: Rio de Janeiro
  • Instituição(ões) relacionada(s): Instituto de Estudos Sociais e Políticos - UERJ (Distribuidora)
  • Identificadores: ISSN 1678-4588
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/dados/v56n1/a06v56n1.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 04/09/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 35 páginas
  • Edição: Volume 56; Número 1
  • Tipo Licença: CCBY - Atribuição