Artigo

Docência e subjetivação: cartografia das forças que criam um corpo-masculino-menor

RESUMO

O artigo discute como professores de Ensino Médio, que não correspondem ao modelo de masculinidade hegemônico vigente socialmente, constroem e experienciam seus corpos e suas masculinidades na relação com atividade docente. A partir de análises das narrativas dos professores, nota-se que os corpos e as masculinidades não hegemônicos são potencializados nos encontros com os discentes. Assim, tais encontros tornam-se um espaço produtor de heterotopias: forças desejantes que incidem sobre a construção de corporeidades-masculinas-docentes.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 08/2012
  • Autor(es): Rosa, Rogério Machado
  • Local de publicação: Belo Horizonte
  • Instituição(ões) relacionada(s): Associação Brasileira de Psicologia Social (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1807-0310
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v24n2/10.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 09/09/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 07 páginas
  • Edição: Volume 24; Número 2
  • Tipo Licença: Exige atribuição e não permite uso comercial