Comparação histórica da taxa de abandono na rede pública de Ensino Médio por regional

Deve-se atentar para as características que diferenciam as regionais: maiores áreas urbanas ou rurais, áreas mais ou menos povoadas, regiões mais pobres, proximidade com outros estados etc. Caracterizar a região ajuda a entender o perfil do jovem e a traçar estratégias mais assertivas. Se dentro do estado existem locais que estão progredindo na questão do abandono, é o momento de saber o que tem sido feito. Veja qual o comportamento histórico esperado da taxa de abandono: crescente, instável ou decrescente. Escolha regionais de comparação para verificar a trajetória histórica de cada um. Identifique se a trajetória está de acordo com o esperado. Esteja atento para os casos de mudança de cenário: regionais que tinham uma situação boa há alguns anos e que passaram a ter uma situação ruim As taxas de rendimento divulgadas nos sistemas do Educação em Números são estimativas calculadas através dos microdados de matrícula do Censo Escolar (situação final). Ao fazer o cálculo, optamos por trabalhar com o arredondamento das casas decimais, enquanto o INEP trabalha com o dado truncado. Desse modo, as nossas estimativas de taxa de rendimento podem ou não coincidir com as taxas divulgadas.

Dimensão: Eficiência e rendimento

Dado mais recente: 2018

Tema: Abandono escolar, Direito à educação, Indicador de desempenho, Desigualdade regional

Indicadores: Taxa de abandono