Artigo

(In)visíveis? crianças quilombolas e a necropolítica da infância no Brasil

RESUMO

Neste artigo, analisa-se a invisibilidade em torno das condições de vida das crianças quilombolas no contexto da pandemia da Covid-19, a partir da constatação da omissão do Estado na implementação de políticas públicas de proteção e defesa das vidas em seus territórios. Diante da ausência de dados sobre os efeitos da pandemia na vida das crianças quilombolas, alcançou-se a realidade das comunidades de que são parte, e os efeitos da necropolítica que nega-lhes direitos sociais e territoriais. 

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 12/2020
  • Autor(es): Souza, Márcia Lúcia Anacleto de
  • Local de publicação: Florianópolis
  • Instituição(ões) relacionada(s): Núcleo de Estudo e Pesquisas da Educação na Pequena Infância do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1980-4512
  • Fonte: Abre em uma nova guia https://periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/article/view/78163/45042
  • Data de Acesso à Fonte: 19/06/2021
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 24 páginas
  • Tipo Licença: CCBY - Atribuição

ITENS RELACIONADOS

Composiçao(in)

Zero-a-Seis