Artigo

A distinção entre conhecer e pensar em Hannah Arendt e sua relevância para a educação

RESUMO

A educação dá pouca atenção à compreensão do mundo. Recorre-se à abordagem de Hannah Arendt entre o pensar e o conhecer. Pautou-se no processo de Eichmann em Jerusalém, onde o réu enviou os judeus para os campos de concentração, mas não refletiu sobre os seus atos. Conhecimento e pensamento são faculdades distintas. Sustenta-se que o pensar é essencial a uma educação que possibilita o saber e o saber-fazer e contribui para que os jovens estabeleçam uma relação de sentido e pertencimento no mundo.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 12/2010
  • Autor(es): Almeida, Vanessa Sievers de
  • Local de publicação: São Paulo
  • Instituição(ões) relacionada(s): Faculdade de Educação da USP (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1517-9702
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/ep/v36n3/v36n3a14.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 07/09/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 13 páginas
  • Edição: Volume 36; Número 3
  • Tipo Licença: CC BY-NC - Atribuição/NãoComercial