Artigo

Avaliação dos fatores de risco para distúrbios de voz em professores e análise acústica vocal como instrumento de avaliação epidemiológica

RESUMO

O artigo avalia fatores de risco para disfonia em professores , associando-os com a presença de alteração vocal. Notou-se que os indivíduos do sexo masculino tiveram menos alteração vocal. As professoras que lecionavam para o ensino fundamental II e médio tiveram menos chance de apresentar alteração da frequência fundamental da voz do que aquelas que lecionavam para o ensino fundamental. Concluiu-se que as professoras do sexo feminino, por lecionar para o ensino primário apresentam maiores distúrbios da voz.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 08/2013
  • Autor(es): Ambrosano, Glaúcia Maria Bovi | Cortellazz, Karine Laura | Mialhe, Fábio Luiz | Pereira, Antonio Carlos | Pizolato, Raquel Aparecida | Rehder, Maria Inês Beltrati Cornacchioni
  • Local de publicação: São Paulo
  • Instituição(ões) relacionada(s): Associação Brasileira de Motricidade Orofacial (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1982-0216
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/rcefac/v15n4/24.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 08/10/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 10 páginas
  • Edição: Volume 15; Número 4
  • Tipo Licença: CCBY - Atribuição