Artigo

Pedagogias queer e libertária para educação em cultura visual

RESUMO

A escola vem se distanciando da formação integral e se concentra na preparação econômica dos jovens. Na perspectiva de novas maneiras de pensar a educação, há a pedagogia queer, que vive a sexualidade e/ou gênero fluído, não binário. Já a pedagogia libertária se baseia no anarquismo, buscando abarcar todos os aspectos do ser humano, e valoriza os interesses e individualidade dos alunos. A educação em cultura visual possibilita ao aluno uma forma menos predeterminada de entender o mundo e a si mesmo.

SOBRE O DOCUMENTO

  • Data de publicação: 12/2010
  • Autor(es): Rodrigues, Gabriela de Andrade
  • Local de publicação: São Paulo
  • Instituição(ões) relacionada(s): Faculdade de Educação da USP (Editora)
  • Identificadores: ISSN 1517-9702
  • Fonte: http://www.scielo.br/pdf/ep/v36n3/v36n3a06.pdf
  • Data de Acesso à Fonte: 07/09/2016
  • Suporte: Texto
  • Tipologia: Artigo
  • Tamanho: 101 páginas
  • Edição: Volume 36; Número 3
  • Tipo Licença: CCBY - Atribuição